Justiça

Glenn Greenwald deve evitar recorrer ao STF durante plantão de Fux

Estratégia do jornalista é aguardar o retorno do relator, Gilmar Mendes

[Glenn Greenwald deve evitar recorrer ao STF durante plantão de Fux]
Foto : Reprodução/Facebook

Por Juliana Almirante no dia 22 de Janeiro de 2020 ⋅ 08:00

O jornalista Glenn Greenwald não deve encaminhar uma reclamação ao Supremo Tribunal Federal (STF) contra a denúncia feita contra ele pelo Ministério Público Federal (MPF) em Brasília (DF).  O plantonista da Corte é o ministro Luiz Fux, considerado simpático à Lava Jato.

De acordo com a coluna Painel, da Folha, a estratégia do jornalista é aguardar o retorno do relator, Gilmar Mendes, que enxerga a denúncia como uma afronta a uma determinação dele mesmo, do ano passado.

Os advogados de Glenn estudam ainda solicitar a rejeição ainda na primeira instância. Advogados e ministros de cortes superiores consideram que a denúncia contra Glenn não deve prosperar, por um motivo técnico: o inquérito só conseguiu revelar contato do jornalista com os autores depois de a invasão ter ocorrido.

Com isso, não haveria indícios de que Glenn tenha instigado ou dado meios para a ação, elementos avaliados como necessários para configuração de crime. 

Denúncia

O Ministério Público Federal em Brasília denunciou Glenn Greenwald e mais seis pessoas por crimes relacionados à invasão de celulares de autoridades brasileiras no âmbito da Operação Spoofing.  O jornalista foi acusado de organização criminosa, lavagem de dinheiro, bem como as interceptações telefônicas engendradas pelos investigados. Para o MPF, embora Greenwald não seja investigado nem indiciado, teria ficado comprovado que ele auxiliou, incentivou e orientou o grupo durante o período das invasões. 

Notícias relacionadas