Faça parte do canal da Metropole no WhatsApp >>

Quarta-feira, 22 de maio de 2024

Home

/

Notícias

/

Metropolítica

/

Novo cerco a deputado suspeito de chefiar milícia cria constrangimentos à base do governo na Alba

Metropolítica

Por Jairo Costa Júnior

Notícias exclusivas sobre política e os bastidores do poder

Novo cerco a deputado suspeito de chefiar milícia cria constrangimentos à base do governo na Alba

Demora na indicação de nomes da bancada governista para Conselho de Ética atrasa abertura de processo de cassação contra Binho Galinha, alvo das operações El Patrón e Hybris

Novo cerco a deputado suspeito de chefiar milícia cria constrangimentos à base do governo na Alba

Foto: Divulgação

Por: Jairo Costa Jr. no dia 09 de abril de 2024 às 16:17

Deflagrada na manhã desta terça-feira (09) pelo Ministério Público do Estado (MP) contra uma organização criminosa supostamente chefiada pelo deputado Binho Galinha (PRD), a nova fase da Operação El Patrón impõe embaraços à bancada governista na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba). O constrangimento tem como pano de fundo a demora do líder da base aliada, Rosemberg Pinto (PT), em apresentar os nomes do bloco que vão compor o Conselho de Ética da Alba, instância responsável por analisar denúncias envolvendo parlamentares da Casa e abrir processo de cassação por quebra de decoro. Até o momento, apenas a oposição encaminhou a lista com os integrantes da bancada indicados para o colegiado. 

Chá de sumiço
Segundo apurou a Metropolítica, nenhum deputado da base se mostrou disposto a participar do eventual cerco a Binho Galinha, acusado de comandar uma milícia formada por policiais militares e investigada por extorsão, agiotagem, receptação de mercadoria roubada, ocultação de bens e lavagem de dinheiro proveniente do jogo do bicho na região de Feira de Santana. Batizada de Operação Hybris, a segunda etapa da El Patrón resultou em 17 mandatos de busca e apreensão contra suspeitos de participar da organização criminosa, incluindo um tenente-coronel da PM, e na prisão preventiva da esposa de Binho Galinha, Maiana Cerqueira, capturada por agentes da Polícia Federal em Feira.

Batom na gola
No início de março, o MP encaminhou à Mesa Diretora da Assembleia o conteúdo integral com detalhes da investigação, documentos, transcrições de escutas telefônicas e relatórios sobre quebras de sigilos fiscal e bancário que incriminam o deputado. No entanto, a demora da bancada governista em indicar os parlamentares da bancada travou a instalação do Conselho de Ética da Alba e, consequentemente, a eventual cassação do mandato de Binho Galinha por envolvimento com o crime organizado.

Tô contigo e não abro!
Tido como favorito a comandar a Câmara dos Deputados a partir do ano que vem, o baiano Elmar Nascimento (União Brasil) confirmou o apoio à reeleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na corrida eleitoral de 2026. Em entrevista concedida na manhã de segunda-feira (08) a Mário Kértesz, âncora da Rádio Metropole, Elmar disse ainda que seria contrassenso do próprio partido ocupar três ministérios - Integração e Desenvolvimento Regional, Turismo e Comunicações -, mas recusar a aliança com o petista na próxima sucessão presidencial. Conforme noticiado pela coluna no último dia 28, Elmar trabalha ativamente para garantir o União Brasil no palanque de Lula, em troca da adesão dos deputados federais do PT para sua candidatura à presidência da Câmara.

Confissões da magreza
No bate-papo com Mário Kértesz, Elmar Nascimento revelou ainda o segredo por trás dos 20 quilos perdidos desde o início do ano. De acordo com o deputado, o emagrecimento acelerado é efeito do Mounjaro, medicamento indicado para tratar obesidade e diabetes tipo 2 que se tornou mais conhecido como "Ozempic dos ricos" devido ao alto custo no mercado. Ao contrário do Ozempic, que é comercializado no Brasil por até R$ 1.300, o Mounjaro pode custar cinco vezes mais. Isso porque, embora liberado desde setembro de 2023 pela Anvisa, ele não está disponível à venda no mercado nacional. Ou seja, além do preço mais elevado, quem recorrer ao remédio do laboratório norte-americano Eli Lylli precisa também arcar com as despesas de importação.

Pouso autorizado
O secretário estadual do Turismo, Maurício Bacelar, antecipou à coluna que o governo baiano está prestes a fechar acordo com a Voe Pass para que a companhia retome, ao menos, os voos para Barreiras, cancelados no início deste ano na mesma leva de operações encerradas em parceria com a Latam para os aeroportos de Vitória da Conquista, Paulo Afonso, Lençóis, Guanambi e Teixeira de Freitas. "Estamos em negociação direta com a Voe Pass e devemos fechar acordo em curtíssimo prazo. Faltam apenas ajustes relativos à malha área para que seja concretizada a linha Brasília-Barreiras-Salvador, com retorno pela mesma rota", afirmou Bacelar. A retomada dos voos diretos para a maior cidade do oeste do estado vai amenizar a tensão dos organizadores da Bahia Farm Show 2024, maior feira do agronegócio do Norte e Nordeste do Brasil, que acontece de 11 a 15 de junho em Luis Eduardo Magalhães, mas podia ser afetada pela perda de conexão área com a região.

Carrinho por trás
O vereador Leandro Guerrilha (Republicanos) atribuiu a troca de farpas com o também vereador Isnard Araújo (PL) na sessão de segunda-feira da Câmara Municipal à rivalidade no futebol. "Ele estava lá na Mesa Diretora elogiando o Vitória pelo título do Campeonato Baiano. Como bom torcedor do Bahia resolvi interromper por pura pirraça. Foi só resenha. Gosto e respeito muito Isnard", garantiu Guerrilha. Em contrapartida, o rubro-negro do PL parece não ter levado a interrupção como brincadeira de torcedores de times adversários. "Ele veio atropelar minha fala, eu não gostei e reagi. Mas nada que uma conversa entre colegas não resolva. Já está tudo pacificado", minimizou Isnard.

Alça de mira
Irmão do deputado federal Ricardo Maia (MDB) e pré-candidato a prefeito de Araci, Zelito Maia virou alvo de investigação do Ministério Público Eleitoral (MPE) por suspeita de falsificar a assinatura no contrato de locação de um imóvel usado para justificar a transferência de domicílio de Ribeira do Pombal, onde tem residência fixa há anos, para a cidade onde pretende disputar a sucessão deste ano. A ofensiva tem como base uma denúncia apresentada ao MPE pelo diretório do PSD em Araci e inclui laudo de perícia cujo teor atesta a fraude.