Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Mundo

Biden prevê iniciar imunização de todos os adultos dos EUA no 1º de maio

O presidente dos EUA também divulgou novas medidas para acelerar a vacinação, como o aumento da quantidade de postos de imunização e a ampliação de profissionais aptos a aplicar as doses

[Biden prevê iniciar imunização de todos os adultos dos EUA no 1º de maio]
Foto : Reprodução/Twitter

Por Adele Robichez no dia 12 de Março de 2021 ⋅ 09:20

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciou ontem (11), um ano após o início da pandemia no país, a previsão de que todos os adultos residentes na nação possam receber a aplicação da primeira dose da vacina contra a Covid-19 a partir do dia 1º de maio.

O líder dos EUA também divulgou novas medidas para acelerar a vacinação, como o aumento da quantidade de postos de imunização e a ampliação de profissionais aptos a aplicar as doses. Mais de quatro mil soldados da ativa serão enviados para apoiar os esforços de vacinação e estudantes de medicina, veterinários e dentistas, além de médicos e enfermeiros aposentados também receberão permissão para aplicar as injeções. A intenção é manter o ritmo atual, de duas milhões de doses empregadas diariamente.

"Quando cheguei ao cargo, vocês devem se lembrar que estabeleci uma meta, e muitos de vocês disseram que era um exagero. Eu disse que pretendia aplicar 100 milhões de vacinas nos meus primeiros 100 dias. Hoje à noite, posso dizer que não vamos apenas cumprir essa meta: vamos vencer essa meta. Na verdade, estamos no caminho certo para atingir 100 milhões de doses no meu 60º dia de mandato", disse o presidente.

Com a colaboração da população e a rapidez na vacinação de professores e funcionários da rede de educação, incluindo os motoristas de ônibus escolares, Biden pretende reabrir todos os colégios do país com segurança dentro dos próximos 50 dias.

Os Estados Unidos são o país líder em casos de Covid-19 no mundo, com 29.212.092 infecções e também com mais mortes: 530.606, segundo o boletim da Universidade Johns Hopkins divulgado ontem (11).

Notícias relacionadas