Mundo

“Esse problema é terrível”, diz MK sobre aumento da migração na Europa

De volta à Salvador, Mário Kertész comentou na manhã desta segunda-feira (31), sobre a migração na Europa, onde passou mais de uma semana. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Tácio Moreira/ Metropress

Por Matheus Morais no dia 31 de Agosto de 2015 ⋅ 07:28

De volta à Salvador, Mário Kertész comentou, na manhã desta segunda-feira (31), sobre a migração na Europa, onde passou mais de uma semana. Segundo MK, a situação só se agrava. “Estão marcando para o dia 15, uma nova reunião, os imigrantes estão chegando. Estão morrendo, esses dias foram 71 mortos num caminhão, que coisa, anteontem pegaram um caminhão, esse problema é terrivel, e os europeus estão fechando as portas. Lí também no Estado de S. Paulo, que a Europa estava esquecida há 100 anos atrás eram eles que estavam morrendo, já vimos em filmes”, analisou.

“Quando eu estive na Hungria, recentemente, uma das coisas que me disseram é que eu poderia andar tranquilamente pelas ruas, que não havia registro de assaltos. Quero ver quando colocar 30 mil pessoas lá, aí aumenta. Aí, você vendo essa miséria toda, a família que sai com filho pequeno, vindo da Líbia, depois que mataram Kadafi, chegando num país desse, sem falar a língua, sem dinheiro, dependendo de caridade. Agora estamos no verão, calor fantástico. Imagina quando começar a esfriar. Isso está mudando, os deslocamento do povo da África para a Europa”, disse.

MK ainda comentou o assassinato de dois jornalistas nos Estados Unidos. “Um absurdo! Também teve o assassinato daquela moça no Costa Azul, uma multidão esteve no cemitério, lamentando a morte dela. Além disso, o governo federal, está cada vez mais perdido. Você vê que o governo é um governo totalmente perdido na história. O vice-presidente se afastou mesmo de Dilma”, acrescentou.

Notícias relacionadas