Mundo

Governadora de Madri renuncia depois de escândalo

A gestora disse, em entrevista, que pretendia renunciar no dia 2 de maio, mas antecipou a decisão depois que o vídeo do suposto furto a um supermercado foi divulgado. [Leia mais...]

[Governadora de Madri renuncia depois de escândalo]
Foto : Reprodução/Flickr/Cristina Cifuentes

Por Marina Hortélio no dia 25 de Abril de 2018 ⋅ 20:32

A governadora de Madri, Cristina Cifuentes, renunciou hoje (25) após ter se envolvido em um escândalo por não conseguir provar ter feito mestrado. A gestora disse, em entrevista, que pretendia deixar o cargo no dia 2 de maio, mas antecipou a decisão depois que um vídeo do suposto furto a um supermercado foi divulgado.

Um moção de censura havia sido convocada pela oposição com a intensão de retirá-la do posto devia ser tramitada no começo de maio. A pressão pela renúncia aumentou ainda mais depois da atitude de Cifuentes ter sido criticada pelos colegas de partido. Segundo a governadora, ela decidiu pela abdicação para evitar que "a esquerda radical" comande a região de Madri e coloque em risco a gestão feita pelo Partido Popular nos três anos de legislatura.

Na primeira denúncia, ocorrida há um mês, um jornal digital publicou irregularidades no mestrado em Direito Público que Cifuentes teria feito na capital espanhola, apesar de não existirem trabalhos ou provas capazes de comprovar o estudo. A governadora negou o fato, mas, mesmo assim, renunciou ao mestrado. Já o caso de furto foi publicado, hoje, pelo jornal OK Diario. Um vídeo de um circuito fechado de televisão mostrou Cristina sendo revistada por um segurança. Ela afirma que foi um “erro involuntário”.

Notícias relacionadas