Mundo

Ex-médico de Trump denuncia 'saque' de relatórios médicos do presidente

Bornstein denunciou que, em fevereiro de 2017, o então funcionário da Casa Branca,Keith Schiller, que durante muito tempo foi guarda-costas de Trump, se apresentou no seu escritório junto com outros dois homens e levou todos os relatórios médicos do presidente

[Ex-médico de Trump denuncia 'saque' de relatórios médicos do presidente]
Foto : Reprodução/Facebook

Por Clara Rellstab no dia 02 de Maio de 2018 ⋅ 10:00

Harold Bornstein, que foi médico do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, antes que chegasse ao poder, denunciou ontem que pessoas próximas ao governante "saquearam" seu escritório no ano passado para confiscar relatórios médicos, algo que a Casa Branca descreveu como "procedimento padrão".

Em entrevista à emissora de televisão "NBC News", Bornstein denunciou que, em fevereiro de 2017, o então funcionário da Casa Branca, Keith Schiller, que durante muito tempo foi guarda-costas de Trump, se apresentou no seu escritório junto a outros dois homens e levou todos os relatórios médicos do presidente.

Bornstein foi o médico pessoal de trump durante mais de três décadas e ficou famoso durante a campanha eleitoral de 2016 ao assegurar que, se o paciente ganhasse as eleições, seria "o indivíduo, mas são jamais eleito para a presidência".

Notícias relacionadas