Mundo

Ataques em estatal saudita é 11 de setembro do petróleo, diz diretor da ANP

Cotações do barril subiram quase 20% após ataques às instalações da empresa petroleira

[Ataques em estatal saudita é 11 de setembro do petróleo, diz diretor da ANP]
Foto : Reprodução/Youtube

Por Marcela Vilar no dia 16 de Setembro de 2019 ⋅ 16:00

Após ataques contra instalações de petróleo na Arábia Saudita neste final semana, as cotações do barril subiram quase 20% no mercado. Para Décio Oddone, diretor-geral da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), foi "uma espécie de 11 de setembro do mercado do petróleo". 

Os sauditas tiveram mais da metade da capacidade de produção suspensa após a incursão, que incendiou as instalações da petroleira estatal Aramco. Os preços subiam por volta de 12% no início da tarde (horário de Brasília), após os Estados Unidos afirmarem poder liberar reservas estratégicas para aliviar impactos na indústria. 

"Do ponto de vista do risco, esse evento de sábado pode ser considerado uma espécie de 11/9 (ataque às torres gêmeas) do mercado do petróleo. Depois dele a sensação de risco aumentará", avaliou Oddone pelo Twitter.

Notícias relacionadas