Mundo

Juíza mais antiga da Suprema Corte dos EUA, Ruth Bader Ginsburg morre aos 87 anos

Ginsburg foi diagnosticada com o câncer de pâncreas no ano passado

[Juíza mais antiga da Suprema Corte dos EUA, Ruth Bader Ginsburg morre aos 87 anos]
Foto : Sarah Silbiger/Reuters

Por João Brandão no dia 19 de Setembro de 2020 ⋅ 12:05

A mais antiga juíza da Suprema Corte dos Estados Unidos e líder da ala liberal, Ruth Bader Ginsburg morreu ontem (18), aos 87 anos, por complicações de um câncer no pâncreas, informou a corte em um comunicado.

Ginsburg foi diagnosticada com o câncer de pâncreas no ano passado, mas não foi a primeira vez que ela passou por tratamentos sérios. Em 1999, foi tratada para um câncer de cólon, e enfrentou um câncer de pâncreas também em 2009. Em dezembro de 2018 também foi tratada de um câncer no pulmão.

Sua última hospitalização foi em 14 de julho, por conta de uma infecção relacionada ao tratamento.

Ginsburg foi nomeada pelo ex-presidente democrata Bill Clinton em 1993, e se tornou a segunda mulher a integrar a Suprema Corte. Após a aposentadoria da juíza Sandra Day O'Connor, em 2006, Ginsburg se manteve como a única mulher na corte até a indicação de Sonia Sotomayor em 2009 e Elena Kagan em 2010.

Notícias relacionadas