METROPOLE

Quinta-feira, 13 de maio de 2021

Polícia

Caso Beatriz completa nove meses e apesar ter suspeitos, ninguém foi preso

Há exatos 9 meses, Beatriz Angélica Mota, 7 anos, moradora do município baiano de Juazeiro, foi assassinada durante uma festa de fim de ano que acontecia na escola particular de Petrolina, em Pernambuco, na divisa com a Bahia, local em que a menina estudava. A menina levou mais de 40 facadas e até este sábado (10), ninguém foi preso. [Leia mais...]

Caso Beatriz completa nove meses e apesar ter suspeitos, ninguém foi preso

Foto: Arquivo pessoal

Por: Luiza Leão no dia 10 de setembro de 2016 às 15:32

Há exatos 9 meses, Beatriz Angélica Mota, 7 anos, moradora do município baiano de Juazeiro,  foi assassinada durante uma festa de fim de ano que acontecia na escola particular de Petrolina, em Pernambuco, na divisa com a Bahia, local em que a menina estudava. A menina levou mais de 40 facadas e até este sábado (10), ninguém foi preso.

A Polícia Civil divulgou imagens de um suspeito de ter participado do assassinato de Beatriz, na última quinta-feira (8). Em um vídeo, um homem aparece nos arredores da escola e depois é visto para o bebedouro, local onde a menina foi vista pela última vez.

O perito do caso Gildemário Lima e o delegado responsável pelas investigações, Marceone Ferreira, informaram que o DNA de dois suspeitos na faca usada no crime foram achados embaixo das unhas da mão direita de Beatriz. 

TV METRO

Comentários

Luiz Felipe Pondé

Em 12 de maio de 2021
ASSINE O CANALMETROPOLE NO YOUTUBE
Caso Beatriz completa nove meses e apesar ter suspeitos, ninguém foi preso - Metro 1