Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Política

Mercado 'fica irritadinho' com qualquer coisa, diz Bolsonaro

Em live nas redes sociais, presidente disse que se irritar por proposta de mudança de ICMS sobre combustíveis 'não vai levar a lugar nenhum'

[Mercado 'fica irritadinho' com qualquer coisa, diz Bolsonaro]
Foto : Reprodução

Por Juliana Rodrigues no dia 12 de Fevereiro de 2021 ⋅ 08:20

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) criticou ontem (11) as reações do mercado financeiro à atuação do governo para segurar o preço dos combustíveis e recriar o auxílio emergencial para ajudar os mais afetados pela crise da Covid-19. Em transmissão ao vivo nas redes sociais, o presidente disse que o mercado "fica irritadinho" com "qualquer negocinho". Bolsonaro ainda questionou se "sabem o que é passar fome" ao defender a volta do benefício.

"Nós queremos tratar da diminuição dos impostos num clima de tranquilidade e não num clima conflituoso no Brasil. E o pessoal do mercado, qualquer coisa que se fala aqui, vocês ficam aí irritadinhos na ponta da linha, né. Sobe dólar, cai a Bolsa. Pessoal, se o Brasil aí não tiver um rumo, todo o mundo vai perder. Vocês também, pô. Então vamos deixar de ser irritadinho que não vai levar a lugar nenhum. A gente está buscando soluções", disse.

O presidente disse que aguarda um parecer do Ministério da Economia nesta sexta-feira (12) para apresentar projeto a respeito da cobrança de ICMS sobre combustíveis. O ICMS é um imposto estadual. Segundo Bolsonaro, a ideia é apresentar uma lei complementar para definir que combustíveis e lubrificantes sejam tributados na refinaria ou, com um valor fixo, na bomba.

Notícias relacionadas