Sexta-feira, 18 de junho de 2021

Política

Questionado sobre frases de Bolsonaro contra vacinas, Wajngarten responde 'pergunte a ele' e irrita senadores

Em depoimento à CPI da Covid, ex-secretário confirmou que a Pfizer quis negociar com o governo Bolsonaro a compra de vacinas, ainda em setembro de 2020

Questionado sobre frases de Bolsonaro contra vacinas, Wajngarten responde 'pergunte a ele' e irrita senadores

Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

Por: Juliana Rodrigues no dia 12 de maio de 2021 às 12:10

O ex-secretário de Comunicação da Presidência da República, Fábio Wajngarten, irritou o presidente e o relator da CPI da Covid durante seu depoimento nesta quarta-feira (12). Questionado sobre frases do presidente Jair Bolsonaro contra as vacinas, Wajngarten respondeu: "Pergunte para ele".

O relator, Renan Calheiros (MDB-AL), perguntou a Wajngarten se as declarações de Bolsonaro contrárias a vacinas causavam impacto na população. O ex-secretário evitou responder apenas "sim" ou "não", o que fez o relator repetir a questão diversas vezes.

"Você não pode dizer 'pergunte a ele'. Você está aqui como testemunha. Sim ou não?", disse o presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM).

No depoimento, Wajngarten também confirmou que a Pfizer enviou ao governo Bolsonaro, em 12 de setembro, uma carta com o objetivo de negociar a compra de vacinas. Ele disse que mandou um e-mail à farmacêutica em novembro, e no dia 17 do mesmo mês, se encontrou com o CEO da Pfizer Carlos Murillo, em seu gabinete.

À comissão, o ex-secretário negou a existência de um ‘aconselhamento paralelo’ a Bolsonaro para tratar do combate à pandemia, como denunciado pelo ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta e pelo presidente da Anvisa, Antonio Barra Torres. “Nunca participei, não confirmo e desconheço qualquer coisa nesse sentido”, afirmou.

Questionado sobre frases de Bolsonaro contra vacinas, Wajngarten responde 'pergunte a ele' e irrita senadores - Metro 1