Segunda-feira, 27 de setembro de 2021

Política

Após polêmica do Dia do Agricultor, Bolsonaro defende homem do campo armado

Ele ainda criticou o MST e afirmou que acabou com os recursos destinados a esse movimento

Após polêmica do Dia do Agricultor, Bolsonaro defende homem do campo armado

Foto: Alan Santos/PR

Por: Luciana Freire no dia 29 de julho de 2021 às 17:53

Um dia depois de o governo celebrar o Dia do Agricultor com a imagem de um caçador armado no campo, o presidente Jair Bolsonaro defendeu a posse da arma para uso em toda a propriedade rural.

"Demos o porte estendido de armas (para produtores rurais). A propriedade privada é sagrada. Não é só no perímetro da casa não (o porte). É para toda propriedade. Pode andar armado hoje em qualquer lugar da propriedade. Pode andar a cavalo ou motorizado", disse o presidente a simpatizantes, nesta quinta (29), na saída do Palácio do Alvorada.

Ele ainda criticou o MST e afirmou que acabou com os recursos destinados a esse movimento. "Por que os agronegócio vai bem comigo?! Nós acabamos com o MST. Tiramos a grana de ONGs que o MST ganhava", disse.

Após polêmica do Dia do Agricultor, Bolsonaro defende homem do campo armado - Metro 1