Quinta-feira, 19 de maio de 2022

Política

Plano de cultura descentralizará investimentos em Salvador, diz vereador Sílvio Humberto

Ao Metro1, presidente da Comissão de Cultura da Câmara Municipal afirma que proposta do Executivo valoriza segmento de forma mais ampla

Plano de cultura descentralizará investimentos em Salvador, diz vereador Sílvio Humberto

Foto: Reprodução/YouTube

Por: Alexandre Santos no dia 20 de agosto de 2021 às 09:10

O projeto que cria o Plano Municipal de Cultura traz entre suas diretrizes a descentralização da gestão cultural em Salvador, afirma o vereador Sílvio Humberto (PSB) em entrevista à Rádio Metropole

“Eu acho que isso é importante porque aí você vai considerar os territórios estabelecidos na cidade de Salvador, a partir das unidades de gestão, das Prefeituras-Bairro”, diz Humberto, que é presidente da Comissão de Cultura do Legislativo soteropolitano, onde a proposição tramita desde junho.

De autoria do Executivo, a matéria será discutida em uma audiência pública na manhã desta sexta-feira (20). O texto se popõe como um instrumento de planejamento e execução de políticas públicas de cultura por um período de dez anos. 

"Vamos fazer as avaliações. É um plano que foi construído coletivamente. Houve uma boa escuta da sociedade civil. Em 2016 foi feito um diagnóstico da situação da cultura em Salvador. Esse diagnóstico apontou as potencialidades e as fragilidades dentro do âmbito cultural. E isso forneceu elementos para a elaboração do plano, que passou por uma consulta pública. Depois, foi validado pelo Conselho Municipal de Políticas Culturais, que tem uma participação importante da sociedade civil”, explicou Humberto.

“São 10 diretrizes que embasam o plano. São cerca de 29 metas, cada uma com as suas ações. Antes, você tem 13 objetivos e também as estratégias pra alcançar esses objetivos”, lista o vereador.

Ao detalhar o plano, Humberto aponta um dispositivo que, em sua avaliação, assegurará o diálogo do poder público com as manifestações genuinamente culturais da cidade.

“No plano, enquanto suas diretrizes, eu destacaria uma importante aqui, que é a diretriz número dois, que é promover a diversidade cultural em todos os territórios, com reconhecimento e valorização das diferentes expressões, identidades, saberes e modos de vida”, declarou.

“Estamos diante de uma janela de oportunidades que sinaliza pra colocar a cultura como eixo estruturante do desenvolvimento socioeconômico da nossa cidade e que pode contribuir para romper esse ciclo vicioso da pobreza”, acrescentou Humberto.
 

Plano de cultura descentralizará investimentos em Salvador, diz vereador Sílvio Humberto - Metro 1