Quarta-feira, 27 de outubro de 2021

Política

Diretor da Prevent Senior falta à CPI; senadores querem condução coercitiva

Defesa de Pedro Benedito Batista Júnior alegou que ele não foi notificado a tempo de chegar a Brasília

Diretor da Prevent Senior falta à CPI; senadores querem condução coercitiva

Foto: Pedro França/Agência Senado

Por: Metro1 no dia 16 de setembro de 2021 às 11:16

Pedro Benedito Batista Júnior, diretor-executivo da operadora de Saúde Prevent Senior, não compareceu ao Senado Federal para prestar depoimento à CPI da Covid nesta quinta-feira (16). A ausência foi comunicada por sua defesa.

Segundo os advogados, o cliente não foi notificado dentro do prazo de 48 horas e, por esse motivo, não conseguiria chegar a tempo a Brasília. Por volta das 10h30, o presidente da comissão, Omar Aziz (PSD-AM), abriu a reunião e confirmou a ausência. Os parlamentares ainda discutem as medidas cabíveis e devem remarcar o depoimento.

Par o vice-presidente da CPI, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), a atitude de Batista Júnior foi uma "ação protelatória". "Ele agiu de má-fé, não somente com a CPI, mas com o próprio STF. Não é ele que determina a data para ser ouvido", disse.

O senador também afirmou que a comissão tem que analisar a possibilidade de eventual condução coercitiva do depoente. A medida também foi defendida por Alessandro Vieira (Cidadania-SE).

Batista Júnior obteve no STF (Supremo Tribunal Federal) o direito de ficar em silêncio em resposta a perguntas que possam incriminá-lo. O ministro da corte Ricardo Lewandovski, porém, não o dispensou de comparecer à comissão. Ele deverá ir à CPI na condição de testemunha, o que implica assinar termo de compromisso de falar a verdade.
 

Diretor da Prevent Senior falta à CPI; senadores querem condução coercitiva - Metro 1