Faça parte do canal da Metropole no WhatsApp >>

Terça-feira, 16 de abril de 2024

Política

Após ataque, policial dá risada e agradece a Roberto Jefferson por não ter mirado em colega

Conversa chamou atenção por tom amigável entre os participantes; identidade do agente ainda não foi revelada

Após ataque, policial dá risada e agradece a Roberto Jefferson por não ter mirado em colega

Foto: Reprodução/Redes sociais

Por: Metro1 no dia 24 de outubro de 2022 às 07:59

Após a negociação de sua rendição, o ex-deputado federal Roberto Jefferson conversou com um agente da Polícia Federal em sua residência, no município de Levy Gasparian (RJ). O que chamou atenção nos trechos da conversa que circulam nas redes sociais foi o clima amistoso entre os dois, com risos em diversos momentos. 

 No início do vídeo, o agente que participava da conversa afirma que o petebista “pode ficar tranquilo” e que eles estavam ali “para o que Jefferson precisasse”. Em seguida, o ex-presidente do PTB explica ao policial como reagiu durante o ataque contra uma equipe da Polícia Federal (PF) que foi à sua casa cumprir mandado de prisão determinado pelo Supremo Tribunal Federal (STF), na manhã de domingo (23). 

O ex-deputado diz que não atirou para atingir os policiais e que eles podem ter sido feridos por estilhaços. Jefferson chega a afirmar que um dos agentes ficou sob sua mira por três vezes, mas ele optou por não atirar. O policial, que ainda não teve identidade revelada, então, agradeceu ao ex-presidente do PTB. 

“Não atirei neles. Eles sabem disso. Eles podem ter pego um rescaldo”, disse Jefferson. Dois policiais ficaram feridos e precisaram passar pelo pronto socorro. Aliados do ex-deputado precisaram ir até a casa dele para ajudar na negociação, que acabou na sua rendição. 

Jefferson contou ainda que percebeu que os agentes não usavam coletes à prova de balas. “Falei: ‘vocês não têm como me levar, vocês não estão armados`. Todo mundo sem colete”, contou.

O agente então justificou que a equipe que estava no local era do trabalho de inteligência da Polícia Federal. “Os meninos que vieram aqui são da inteligência, não sabem nem o que é isso. Para você ter noção, são burocráticos, trabalham inteligentes. Não são operacionais”, afirmou o policial, antes de ser interrompido pelo ex-deputado, que afirmou que apenas um dos agentes atirou contra ele.

Na sequência, Jefferson relatou ter jogado granadas de efeito moral. “Quando eles correram atrás da viatura, aí eu joguei a granada na frente. Quando eles correram, desceram a ladeira, joguei outra (granada)”, declarou.

Veja vídeo: