Política

Em meio a tensão, Dilma não participa de festa dos 36 anos do PT neste sábado

A presidente Dilma Rousseff não participará da festa que comemora os 36 anos do PT, na noite deste sábado (27), no Rio de Janeiro. De acordo com informações do jornal Folha de S. Paulo, ela afirmou que o partido foi avisado previamente de sua ausência, que ocorre por ela estar em viagem no Chile. [Leia mais...]

[Em meio a tensão, Dilma não participa de festa dos 36 anos do PT neste sábado]
Foto : Reprodução/Agência PT

Por Gabriel Nascimento no dia 27 de Fevereiro de 2016 ⋅ 20:01

A presidente Dilma Rousseff não participará da festa que comemora os 36 anos do PT, na noite deste sábado (27), no Rio de Janeiro. De acordo com informações do jornal Folha de S. Paulo, ela afirmou que o partido foi avisado previamente de sua ausência, que ocorre por ela estar em viagem no Chile.

Dilma destacou que a visita ao país é importante, já que o Chile é um grande parceiro comercial, com investimentos no Brasil que alcançam a marca de US$ 26 bilhões. “Eu gostaria muito [de ir], mas imagino que você perceba que entre o Chile e o Brasil tem um problema de distância. São quatro horas de avião e eu ainda tenho um almoço com a presidente Michelle Bachelet e uma fala na Cepal [Comissão Econômica para América Latina e Caribe]”, disse. 

A presidente vive um momento de tensão na relação com a legenda e sua ausência na festa já era prevista. Ainda de acordo com a Folha, aos aliados ela teria dito que não gostaria de participar da comemoração. Durante a entrevista, no entanto, a chefe do Executivo nacional afirmou que não se tratam de divergências pessoais e que discordâncias são normais. “Não é possível vocês acharem que essa relação tenha mágoas”, declarou, destacando que propostas diferentes fazem o governo amadurecer e que nem a administração nem as siglas são “dono da verdade”. 

Notícias relacionadas

[Doria diz que Bolsonaro precisa trabalhar mais e tuitar menos]
Política

Doria diz que Bolsonaro precisa trabalhar mais e tuitar menos

Por Juliana Rodrigues no dia 20 de Setembro de 2019 ⋅ 10:40 em Política

Nova provocação entre os potenciais adversários nas eleições presidenciais de 2022 acontece em meio ao anúncio de investimentos da montadora Toyota em São Paulo