Política

Aécio diz que situação de Lula deve ser tratada como questão de polícia

O presidente do PSDB, senador Aécio Neves (MG), afirmou nesta sexta-feira (4) que a situação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deve ser tratada como “questão de polícia” e não de política. O petista foi conduzido coercitivamente para prestar depoimento no âmbito da Operação Lava Jato. [Leia mais...]

[Aécio diz que situação de Lula deve ser tratada como questão de polícia]
Foto : Beto Barata/Agência Senado

Por Matheus Simoni no dia 04 de Março de 2016 ⋅ 19:53

O presidente do PSDB, senador Aécio Neves (MG), afirmou nesta sexta-feira (4) que a situação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deve ser tratada como “questão de polícia” e não de política. O petista foi conduzido coercitivamente para prestar depoimento no âmbito da Operação Lava Jato. Aécio afirmou que o foro adequado para resolver o caso é a Justiça.

"Essa questão que envolve o ex-presidente Lula deverá ser resolvida no foro adequado, que são os tribunais, que é a Justiça. Essa não é uma questão eminentemente política, deve ser tratada como uma questão de polícia, inclusive com amplo direito de defesa para o ex-presidente da República", declarou o tucano.

Aécio também defendeu que as instituições devem ser preservadas diante de momentos políticos como esse. "O Brasil viveu momento extremamente grave hoje, mas não é momento de comemoração, é um momento de reflexão. A minha primeira palavra, como presidente do PSDB, é de absoluto apoio e solidariedade às nossas instituições. Nossa democracia hoje é sólida e capaz de superar as enormes dificuldades por que passa o país porque temos instituições sólidas", completou.

Notícias relacionadas