Política

Cunha tenta acelerar impeachment com sessão nesta sexta-feira

Numa clara tentativa de acelerar o processo de impeachment, o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB), vai tentar abrir uma sessão extra no plenário da Casa, nesta sexta-feira (18). [Leia mais...]

[Cunha tenta acelerar impeachment com sessão nesta sexta-feira]
Foto : Agência Brasil

Por Matheus Morais no dia 18 de Março de 2016 ⋅ 08:37

Numa clara tentativa de acelerar o processo de impeachment, o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB), vai tentar abrir uma sessão extra no plenário da Casa, nesta sexta-feira (18). O peemedebista e aliados têm um acordo para realizar sessões todos os dias da semana (inclusive às segundas e sextas, dias em que a Câmara fica vazia) para que, assim, passe mais rápido o prazo para conclusão do processo contra Dilma Rousseff (PT).

Foi instalada na quinta-feira (17), a comissão da Câmara que vai analisar o impeachment. Agora, a presidente Dilma deve apresentar defesa num prazo de 10 sessões do plenário da Câmara. Após a presidente enviar a defesa, a comissão tem que decidir se instaura ou não o processo dentro de um prazo de mais 5 sessões.   

O quórum para se abrir uma sessão na Câmara, mesmo não deliberativa (quando não há votação), é de 51 deputados, e precisa ser alcançado até 14h30. Cunha pretende iniciar as atividades às 9h. Após comissão tomar uma decisão sobre o impeachment, o tema deve ser votado ainda pelo plenário da Câmara.

Notícias relacionadas

[Maia diz que Bolsonaro não tem coragem de demitir Mandetta ]
Política

Maia diz que Bolsonaro não tem coragem de demitir Mandetta

Por Luciana Freire no dia 03 de Abril de 2020 ⋅ 19:00 em Política

Para o presidente da Câmara uma eventual troca mudaria a política do Ministério da Saúde e significaria que Bolsonaro não acredita no que o ministro está fazendo