Política

MK comenta saída de Walter Pinheiro do PT: “Algo bizarro”

Mário Kertész comentou na manhã desta quarta-feira (30), a saída do senador Walter Pinheiro, do PT, depois de 33 anos. [Leia mais...]

[MK comenta saída de Walter Pinheiro do PT: “Algo bizarro”]
Foto : Tácio Moreira/ Metropress

Por Matheus Morais no dia 30 de Março de 2016 ⋅ 07:29

Mário Kertész comentou na manhã desta quarta-feira (30), a saída do senador Walter Pinheiro, do PT, depois de 33 anos. Na oportunidade, MK contou um episódio envolvendo o ex-petista: “Eu não queria comentar, porque achei algo bizarro, estranho. Ele esteve para sair do PT na época do escândalo do mensalão, ele criticou Lula, Lula ficou p da vida com ele. Iria para o PSOL, arrumou os panos de bunda dele para ir para o PSOL, aí ele desistiu, ficou no PT. Jaques Wagner elegeu ele senador, ele não pode dizer que foi com a força dele, porque não tem, não tem estrutura e nem grana. Walter é engenheiro de Deus, criador de Deus, sabe tudo de todas as coisas", disse MK. 

"Mas, em almoço aqui, comigo, proposto por Edmon Lucas, Pinheiro disse que queria ser prefeito de Camaçari, porque Caetano estava brigando com Ademar Delgado. Aí ele entraria para resolver a situação, juntaria o PMDB e resolveria. Não gosto disso, política tem que ter parte, por isso se chama partido o lugar onde ele está. Se ele não concorda com o PT, deveria ter saído há mais tempo", completou. 

Notícias relacionadas

[STF determina novo afastamento de Mário Negromonte do TCM-BA]
Política

STF determina novo afastamento de Mário Negromonte do TCM-BA

Por Matheus Simoni no dia 20 de Novembro de 2019 ⋅ 08:02 em Política

Ele é acusado de ter aceitado, em 2011, a promessa do pagamento de R$ 25 milhões de empresários relacionados ao Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veícul...

[Bolsonaro assina desfiliação do PSL]
Política

Bolsonaro assina desfiliação do PSL

Por Kamille Martinho no dia 19 de Novembro de 2019 ⋅ 18:21 em Política

Informação foi confirmada pelos advogados do presidente, Karina Kufa e Admar Gonzaga