Política

Tenebroso atrai 15 pessoas em fala contra "jumentalização" do povo pela imprensa

O ex-prefeito João Henrique Carneiro (PR), que apareceu na convenção do ex-colega de gestão Cláudio Silva, tentou atrair os holofotes ao fim do evento, mas não conseguiu mais do que uma plateia de cerca de 15 pessoas. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Reprodução

Por Matheus Simoni no dia 04 de Agosto de 2016 ⋅ 19:49

O ex-prefeito João Henrique Carneiro (PR), que apareceu na convenção do ex-colega de gestão Cláudio Silva, tentou atrair os holofotes ao fim do evento, mas não conseguiu mais do que uma plateia de cerca de 15 pessoas. Aos berros, tentou ressaltar sua desastrosa gestão na Prefeitura e se amparar na criação de postos de saúde na cidade. "Foi o prefeito que mais construiu postos de Saúde em Salvador", bradou um de seus cabos eleitorais. Segundo o Tenebroso, os jornais não publicam isso porque querem "jumentalizar" a cabeça da população.

Talvez inspirado de maneira torta por Che Guevara, estampado em sua camiseta junto com a bandeira de Cuba, o ex-prefeito - que está inelegível por ter sua contas rejeitadas - passou a gritar contra a "imprensa capitalista", apontando para um repórter de um grande jornal de Salvador.

Enquanto isso, a ex-secretária de Saúde do Município Tatiana Paraíso, sua esposa, tentava contê-lo aos gritos de "Calma, João".

Tire suas conclusões:

Notícias relacionadas

[Bruno Reis volta a elogiar Prates e nega conflitos]
Política

Bruno Reis volta a elogiar Prates e nega conflitos

Por João Brandão e Juliana Rodrigues no dia 11 de Dezembro de 2019 ⋅ 15:52 em Política

Vice-prefeito ironizou a possibilidade de Prates passar a integrar a base do governador Rui Costa (PT): "Só rindo, né?"

[PV vai lançar pré-candidatura em Salvador amanhã]
Política

PV vai lançar pré-candidatura em Salvador amanhã

Por Juliana Almirante no dia 11 de Dezembro de 2019 ⋅ 11:41 em Política

Presidente da legenda na Bahia, Ivanilson Gomes diz que vai colocar o próprio nome para ser definido pelo partido para disputa na capital baiana