Política

"Não tenho medo de ser preso", diz ex-presidente Lula

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou ter esperança em uma vitória no julgamento final da presidente afastada, Dilma Rousseff, no Senado. Em entrevista à BBC Brasil, o petista disse apostar no julgamento da história. "Às vezes a história demora séculos para julgar e eu trabalho com isso. A história não termina dia 29. Ela começa dia 29", disse ele.[Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Ricardo Stuckert Filho/Instituto Lula

Por Matheus Simoni no dia 19 de Agosto de 2016 ⋅ 19:51

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou ter esperança em uma vitória no julgamento final da presidente afastada, Dilma Rousseff, no Senado. Em entrevista à BBC Brasil, o petista disse apostar no julgamento da história. "Às vezes a história demora séculos para julgar e eu trabalho com isso. A história não termina dia 29. Ela começa dia 29", disse ele.

Ainda segundo Lula, Dilma irá se "expor corajosamente" no Senado "para que o Judas Iscariotes possa acusá-la na frente dela". No entanto, ele não citou nomes sobre quem seria este senador. Lula também comentou o andamento da Operação Lava Jato, da Polícia Federal. O ex-presidente afirmou não "não sentir medo" de ir parar na cadeia.

"Não tenho medo de ser preso. Tenho a consciência de que eles não têm acusação, da minha inocência. Vamos aguardar com a maior tranquilidade possível", declarou. "Eu não sou o primeiro ser humano a ser vítima de um processo de calúnia e não serei o último. A história da humanidade está cheia desse tipo de processo. Eu só encontro uma explicação para tentarem fazer o que estão fazendo comigo: é tentar tirar o Lula da vida política desse país. Eu que fiz tão bem".

Notícias relacionadas

[PSL deve suspender Eduardo Bolsonaro por críticas ao partido]
Política

PSL deve suspender Eduardo Bolsonaro por críticas ao partido

Por Juliana Rodrigues no dia 20 de Outubro de 2019 ⋅ 09:00 em Política

“Precisamos salvar o Brasil dos filhos do presidente”, disse o deputado Júnior Bozzella (SP), que é um dos principais porta-vozes do presidente da sigla, Luciano Bivar