Política

Bolsonaro critica gasto federal com indígenas e diz que quilombolas 'não fazem nada'

Em discurso feito em meio a protestos no clube Hebraica, no Rio de Janeiro, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) deu declarações que geraram indignação e revolta de membros da comunidade judaica do estado. Durante sua fala na última terça-feira (4), o parlamentar disse que afrodescendentes de comunidades quilombolas \'não servem nem para procriar\' e prometeu acabar com reservas indígenas caso seja eleito presidente em 2018. [Leia mais...]

[Bolsonaro critica gasto federal com indígenas e diz que quilombolas 'não fazem nada']
Foto : Fábio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil

Por Matheus Simoni no dia 05 de Abril de 2017 ⋅ 14:31

Em discurso feito em meio a protestos no clube Hebraica, no Rio de Janeiro, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) deu declarações que geraram indignação e revolta de membros da comunidade judaica do estado.

Durante sua fala na última terça-feira (4), o parlamentar prometeu acabar com reservas indígenas e comunidades quilombolas caso seja eleito presidente em 2018.

\'Onde tem uma terra indígena, tem uma riqueza embaixo dela. Temos que mudar isso daí\', afirmou. \'Eu fui num quilombo. O afrodescendente mais leve lá pesava sete arrobas. Não fazem nada. Eu acho que nem para procriador ele serve mais. Mais de R$ 1 bilhão por ano é gasto com eles\', disse Bolsonaro.

Do lado de fora da Hebraica, manifestantes protestavam diante da presença de Bolsonaro no evento. \'O pessoal aí embaixo (manifestantes) eu chamo de cérebro de ovo cozido. Não adianta botar a galinha, porque não vai sair pinto nenhum. Não sai nada daquele pessoal\', ironizou o deputado. Durante o discurso, ele chegou a ser aplaudido pela plateia de quase 300 pessoas.

Notícias relacionadas