Política

Após manobra, Câmara aprova urgência da reforma trabalhista

Apenas um dia após negar o primeiro pedido feito pelo governo, o plenário da Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (19) o requerimento de urgência para acelerar a tramitação do projeto que estabelece a reforma trabalhista. [Leia mais...]

[Após manobra, Câmara aprova urgência da reforma trabalhista]
Foto : Lula Marques/AGPT

Por Laura Lorenzo no dia 19 de Abril de 2017 ⋅ 19:59

Apenas um dia após negar o primeiro pedido feito pelo governo, o plenário da Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (19) o requerimento de urgência para acelerar a tramitação do projeto que estabelece a reforma trabalhista.

O pedido para acelerar a tramitação da reforma foi aprovado por 287 votos a 144 em meio a muito tumulto no plenário. Para que o requerimento fosse aprovado, eram necessários, pelo menos, 257 votos favoráveis.

O requerimento tem como objetivo, de acordo com o relator, Rogério Marinho (PSDB-RN), fazer com a proposta seja votada na comissão especial na próxima terça (25) e, no plenário, na quarta (26). Com a aprovação da urgência, a comissão especial que debate o tema não precisará aguardar o prazo para a apresentação de emendas, que terminaria somente na quarta.

Na sessão, deputados da oposição protestaram e acusaram os parlamentares da base aliada de \'golpe\', por entenderem que não haveria amparo regimental para colocar o pedido em votação de novo. Na noite da última terça (18) o requerimento foi negado com apenas 230 votos a favor, precisando de 257.

Notícias relacionadas