Política

Palocci diz que Lula recebeu R$ 4 milhões em "pacto de sangue" com Odebrecht

Em depoimento ao juiz federal Sergio Moro nesta quarta-feira (6), o ex-ministro Antônio Palocci afirmou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva avalizou um "pacto de sangue" no qual a Odebrecht se comprometeu a pagar R$ 300 milhões em propinas ao PT entre o fim do governo Lula e os primeiros anos do Dilma. [Leia mais...]

[Palocci diz que Lula recebeu R$ 4 milhões em
Foto : Divulgação

Por Matheus Simoni no dia 06 de Setembro de 2017 ⋅ 19:06

Em depoimento ao juiz federal Sergio Moro nesta quarta-feira (6), o ex-ministro Antônio Palocci afirmou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva avalizou um "pacto de sangue" no qual a Odebrecht se comprometeu a pagar R$ 300 milhões em propinas ao PT entre o fim do governo Lula e os primeiros anos do Dilma. A informação foi confirmada pelos advogados do petista, que já foi condenado em outra ação da Lava Jato e está preso na Superintendência da Polícia Federal (PF), na capital paranaense.

Um dos advogados de defesa de Palocci, Adriano Bretas declarou que Palocci "revelou importantes detalhes dos bastidores e dos meandros que permearam as relações de poder na transição do governo Lula para o governo Dilma e como foi essa compra de boa vontade da Odebrecht em relação ao governo."

Palocci foi ouvido na ação em que Lula é acusado de ter recebido, da Odebrecht, um terreno de R$ 12,4 milhões destinado a ser a nova sede do Instituto Lula e um apartamento de R$ 540 mil em São Bernardo do Campo (SP). Confira o depoimento na íntegra:

 

Notícias relacionadas