Política

Temer coloca embaixadas "em alerta" para atender brasileiros atingidos pelo furação Irma nos EUA

O presidente Michel Temer colocou a rede de embaixadas e consulados brasileiros em “estado de alerta” para estarem preparados para prestar todo o apoio necessário aos brasileiros afetados pelo furacão Irma, que atingiu o sul da Florida na manhã deste domingo (10). [Leia mais...]

[Temer coloca embaixadas
Foto : Rogério Melo/PR

Por Laura Lorenzo no dia 10 de Setembro de 2017 ⋅ 10:29

O presidente Michel Temer colocou a rede de embaixadas e consulados brasileiros em “estado de alerta” para estarem preparados para prestar todo o apoio necessário aos brasileiros afetados pelo furacão Irma, que atingiu o sul da Florida na manhã deste domingo (10). O peemedebista utilizou seu perfil no Twitter para dizer que está acompanhando a chegada do furacão nos EUA.

“Estou acompanhando com preocupação a chegada do furacão Irma à Flórida. Minha solidariedade à comunidade brasileira e a todos os afetados. Coloquei nossa rede de embaixadas e consulados em estado de alerta para prestar todo o apoio necessário aos brasileiros afetados”, afirmou.

O furacão Irma deixou um rastro de pelo menos 25 mortos e consideráveis danos materiais no Caribe, e já tocou a terra na manhã deste domingo nas ilhotas da Flórida, no extremo sul dos Estados Unidos, com ventos de até 215 quilômetros por hora (km/h), de acordo com informações do Centro Nacional de Furacões (NHC).

Notícias relacionadas

[Geddel Vieira Lima é diagnosticado com coronavírus]
Política

Geddel Vieira Lima é diagnosticado com coronavírus

Por João Brandão no dia 08 de Julho de 2020 ⋅ 18:03 em Política

Ex-vice-presidente da Caixa Econômica Federal, Geddel foi ministro nos governos de Luiz Inácio Lula da Silva e de Michel Temer e está preso desde 2017

[Bolsonaro ironizava uso de máscara: 'Coisa de viado']
Política

Bolsonaro ironizava uso de máscara: 'Coisa de viado'

Por Metro1 no dia 08 de Julho de 2020 ⋅ 09:02 em Política

O uso de máscara é recomendado para todas as pessoas, independente da orientação sexual, pois diminui a taxa de transmissão do vírus que causa a Covid-19