Política

Nova denúncia contra Temer espera análise do plenário do STF para ir à Câmara

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, vai esperar o plenario da Corte se posicionar sobre a suspensão da denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB) para enviar o caso à Câmara dos Deputados. O pedido da defesa foi protocolado na última quinta-feira (14), mesmo dia em que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, denunciou o presidente e membros do PMDB. [Leia mais...]

[Nova denúncia contra Temer espera análise do plenário do STF para ir à Câmara ]
Foto : Reprodução/Agência Brasil

Por Gabriel Nascimento no dia 15 de Setembro de 2017 ⋅ 12:16

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, vai esperar o plenario da Corte se posicionar sobre a suspensão da denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB) para enviar o caso à Câmara dos Deputados. O pedido da defesa foi protocolado na última quinta-feira (14), mesmo dia em que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, denunciou o presidente e membros do PMDB. Com isso, Fachin deve demorar no mínimo uma semana para anunciar a decisão.

Além de Temer, foram denunciados por organização criminosa os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral); os ex-ministros Geddel Vieira Lima (Secretaria de Governo) e Henrique Eduardo Alves (Turismo); o ex-deputado Eduardo Cunha; e o ex-assessor de Temer Rodrigo Rocha Loures.

A análise do pedido de suspensão vai acontecer na próxima quarta-feira (20). A defesa pede que a denúncia seja suspensa até o fim das investigações sobre suposta omissão de informações nas delações de executivos da J&F

Notícias relacionadas