Política

Após acusação contra Lula, Diretório Nacional do PT suspende Palocci por 60 dias

O Diretório Nacional do Partido dos Trabalhadores (PT) suspendeu nesta sexta-feira (22) o ex-ministro Antonio Palocci por 60 dias da legenda. A suspensão ocorre após o Palocci afirmar que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez um "pacto de sangue" no qual a Odebrecht se comprometeu a pagar R$ 300 milhões em propinas ao PT durante depoimento ao juiz federal Sergio Moro no início do mês. [Leia mais...]

[Após acusação contra Lula, Diretório Nacional do PT suspende Palocci por 60 dias]
Foto : Reprodução

Por Paloma Morais no dia 22 de Setembro de 2017 ⋅ 19:49

O Diretório Nacional do Partido dos Trabalhadores (PT) suspendeu nesta sexta-feira (22) o ex-ministro Antonio Palocci por 60 dias da legenda. A suspensão ocorre após o Palocci afirmar que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez um "pacto de sangue" no qual a Odebrecht se comprometeu a pagar R$ 300 milhões em propinas ao PT durante depoimento ao juiz federal Sergio Moro no início do mês. Durante essses 2 meses de suspensão temporária, Palocci será julgado pelo Diretório Municipal do PT em Ribeirão Preto.

"O Diretório Municipal do PT de Ribeirão Preto, por unanimidade, decidiu pela abertura de procedimento disciplinar para avaliação ética do comportamento do filiado Antonio Palocci", diz a nota. " [OPT] decide pela suspensão provisória do filiado por tempo não superior a 60 (sessenta) dias, dentro do qual deverá estar concluído o processo de julgamento", conclui.

Durante uma reunião nacional da sigla no Centro de São Paulo, a presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR), afirmou que Palocci mentiu para tentar negociar a redução da sua pena. "Isso que está em jogo, mentiu, ou seja, ele fez uma troca. Ele mentiu contra o partido, contra a liderança de Lula, comprometendo o Lula”, declarou.

Palocci foi ouvido na ação em que Lula é acusado de ter recebido da Odebrecht um terreno com o valor de R$ 12,4 milhões para cosntrrução da nova sede do Instituto Lula e um apartamento de R$ 540 mil em São Bernardo do Campo (SP).

Leia mais:

Palocci diz que Lula recebeu R$ 4 milhões em "pacto de sangue" com Odebrecht

Lula nega atos ilícitos e diz que Palocci é "calculista, frio e simulador"

Notícias relacionadas

[PV vai lançar pré-candidatura em Salvador amanhã]
Política

PV vai lançar pré-candidatura em Salvador amanhã

Por Juliana Almirante no dia 11 de Dezembro de 2019 ⋅ 11:41 em Política

Presidente da legenda na Bahia, Ivanilson Gomes diz que vai colocar o próprio nome para ser definido pelo partido para disputa na capital baiana