Política

Renan Calheiros acusa Temer de manter negociações com Janot para salvar amigos

Ex-aliado e hoje opositor do presidente Michel Temer (PMDB), o senador Renan Calheiros (PMDB-AL) acusou o colega de partido de ter mantido negociações com o então procurador-geral da República, Rodrigo Janot, para tentar livrar seus amigos da Operação Lava Jato, citando ministros e o então presidente da Câmara, Eduardo Cunha, hoje preso. [Leia mais...]

[Renan Calheiros acusa Temer de manter negociações com Janot para salvar amigos]
Foto : Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Por Laura Lorenzo no dia 29 de Setembro de 2017 ⋅ 15:57

Ex-aliado e hoje opositor do presidente Michel Temer (PMDB), o senador Renan Calheiros (PMDB-AL) acusou o colega de partido de ter mantido negociações com o então procurador-geral da República, Rodrigo Janot, para tentar livrar seus amigos da Operação Lava Jato, citando ministros e o então presidente da Câmara, Eduardo Cunha, hoje preso. De acordo com o senador, Cunha e Temer são \"umbilicalmente\" ligados. “Aquilo ali é um corpo só”, alega ele.

Ainda segundo Renan, ele teria alertado à Temer que Janot não era confiável. “Eu falei para ele: Michel, você não vai fazer aliança com Janot. Ele já traiu Fabiano e também vai lhe trair na primeira esquina”, disse, se referindo a Fabiano Silveira, ministro da Transparência do governo Temer que caiu 18 dias após assumir o cargo, em maio de 2016, após ser gravado em conversa com Renan, seu padrinho, orientando o então senador e o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado nas investigações da Lava Jato.

Renan afirmou ainda que Temer também negociou com Janot, quando ainda era vice-presidente, a retirada do nome de Henrique Eduardo Alves das investigações. “No governo Dilma, queriam nomear Henrique para ministro do Turismo. Dilma disse ao Michel que só nomearia se ele não estivesse na lista de Janot. Michel, então, se encontrou com Janot e pediu a ele para tirar Henrique e também Eduardo Cunha da investigação. Ele livrou Henrique, mas disse que não conseguiu tirar o Eduardo”, disse o senador.

Notícias relacionadas

[Podemos decide expulsar Marco Feliciano]
Política

Podemos decide expulsar Marco Feliciano

Por Juliana Rodrigues no dia 10 de Dezembro de 2019 ⋅ 10:00 em Política

Em nota, deputado se disse orgulhoso de ter sido expulso da legenda por apoiar Bolsonaro