Política

\"Deixa sua marca registrada e é um exemplo para todos nós\", diz Bruno Reis sobre Arlette

Vice-prefeito de Salvador, Bruno Reis (PMDB) esteve presente no velório da ex-primeira dama do estado Arlette Maron de Magalhães. A cerimônia foi realizada no Cemitério do Campo Santo, no bairro da Federação, em Salvador, na tarde deste sábado (7). [Leia mais...]

[\
Foto : Reprodução / Instagram

Por Luiza Leão e Matheus Morais no dia 07 de Outubro de 2017 ⋅ 19:21

Vice-prefeito de Salvador, Bruno Reis (PMDB) esteve presente no velório da ex-primeira dama do estado Arlette Maron de Magalhães. A cerimônia foi realizada no Cemitério do Campo Santo, no bairro da Federação, em Salvador, na tarde deste sábado (7). Em entrevista ao Metro1, o peemedebista falou do entusiasmo de dona Arlette, como era conhecida, e apoio dado por ela ao ex-senador Antônio Carlos Magalhães (ACM).

\"Uma grande mulher, uma grande mãe, uma grande avó. Uma mulher que, ao lado do senador, deu toda força, entusiasmo e disposição para que ele pudesse trabalhar como ele trabalhou para a Bahia. Tenho certeza que muito do que a Bahia tem hoje deve-se ao apoio dela por estar ali do lado dele nos momentos de vitória, nos momentos mais difíceis. Hoje, com muito pesar, com muita tristeza, a gente está aqui para participar desse último ato de homenagens, por tudo o que ela representa para nós baianos, para a família\", declarou o vice-prefeito.

Questionado pelo Metro1 sobre a discrição da ex-primeira dama, Bruno Reis falou do jeito especial de dona Arlette. \"Uma mulher que preferia ter um papel de companheira, de amiga. Posso dizer que dona Arlette era aquela mulher que ajuda o homem a prosperar na vida. Do jeito dela, ela ajudou muito o senador. Ela tinha estilo próprio. Ela deixa sua marca registrada e é um exemplo para todos nós\", acrescentou.

Notícias relacionadas

['Bolsonaro atira pelas costas nos seus soldados', diz Bebianno]
Política

'Bolsonaro atira pelas costas nos seus soldados', diz Bebianno

Por Juliana Rodrigues no dia 19 de Agosto de 2019 ⋅ 12:20 em Política

Em entrevista ao Estadão, ex-ministro também disse acreditar que indicação de Eduardo Bolsonaro como embaixador serve para atender a um "capricho" do filho do presidente