Política

Presidente da CCJ decide não fatiar denúncia contra Temer e ministros

O presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados, Rodrigo Pacheco (PMDB-MG), rejeitou os requerimentos desta terça-feira (10) que pediam o desmembramento da denúncia e a votação em separado da denúncia da Procuradoria Geral da República (PGR) contra o presidente Michel Temer e os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral da Presidência). [Leia mais...]

[Presidente da CCJ decide não fatiar denúncia contra Temer e ministros]
Foto : José Cruz/Agência Brasil

Por Matheus Simoni no dia 10 de Outubro de 2017 ⋅ 14:54

O presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados, Rodrigo Pacheco (PMDB-MG), rejeitou os requerimentos desta terça-feira (10) que pediam o desmembramento da denúncia e a votação em separado da denúncia da Procuradoria Geral da República (PGR) contra o presidente Michel Temer e os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral da Presidência).

De acordo com o parlamentar, o desmembramento não será feito por não se tratar de uma proposta legislativa e sequer colocaria para votação os pedidos na CCJ.

O peemedebista foi pressionado pela oposição a responder questões de ordem e colocar em votação dos pedidos na comissão. Pacheco destacou que caberá primeiramente ao relator da denúncia, Bonifácio de Andrada (PSDB-MG), individualizar as condutas ou fazer um juízo único no parecer. \"Na CCJ, a nossa apreciação haverá de ser sobre um único parecer. Se houver objeção a algum ponto do parecer, o deputado terá de dizer não ao parecer (por inteiro)\", disse o deputado, afirmando que votará o parecer com \"quantas sessões forem necessárias\".

Notícias relacionadas