Política

‘Se cometeu erro, tem que pagar’, diz Neto sobre operação da PF que investiga Lúcio Vieira Lima

O prefeito de Salvador, ACM Neto, afirmou na manhã desta segunda-feira (16) que um político, \"de qualquer partido, se cometeu erro, tem que pagar por isso”. O democrata estava se referindo sobre a operação da Polícia Federal no gabinete e no apartamento do deputado federal Lúcio Vieira Lima (PMDB). [Leia mais...]

[‘Se cometeu erro, tem que pagar’, diz Neto sobre operação da PF que investiga Lúcio Vieira Lima]
Foto : Tácio Moreira / Metropress

Por Laura Lorenzo no dia 16 de Outubro de 2017 ⋅ 14:20

O prefeito de Salvador, ACM Neto, afirmou na manhã desta segunda-feira (16) que um político, \"de qualquer partido, se cometeu erro, tem que pagar por isso”. O democrata estava se referindo sobre a operação da Polícia Federal no gabinete e no apartamento do deputado federal Lúcio Vieira Lima (PMDB), irmão do ex-ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima (PMDB).

Durante entrevista ao programa “Que Venha o Povo”, da TV Aratu, Neto defendeu as ações da Polícia Federal e do Ministério Público. “No caso específico, espero que tenha condições de se explicar e apresentar suas razões”, disse, ainda se referindo à operação da PF.

Questionado sobre a influencia dos problemas judicias contra os Vieira Lima na participação do PMDB em sua possível candidatura ao governo em 2018, Neto afirmou que o partido “não se resume ao ex-ministro”, mas voltou a dizer que ainda não decidiu se vai participar do pleito.

Notícias relacionadas

[Bolsonaro quer iniciar 2020 com reforma ministerial]
Política

Bolsonaro quer iniciar 2020 com reforma ministerial

Por Juliana Rodrigues no dia 14 de Dezembro de 2019 ⋅ 14:28 em Política

Titulares das pastas da Educação, Casa Civil e Minas e Energia devem ser substituídos, segundo interlocutores do governo