Política

Governo esvazia CCJ para acelerar denúncia contra Temer; oposição fala em \"política rasteira\"

Os deputados da oposição ao presidente Michel Temer presentes na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania da Câmara dos Deputados, fizeram críticas à estratégia adotada pelo governo de esvaziar o colegiado para fazer com que os debates não ocorram. [Leia mais...]

[Governo esvazia CCJ para acelerar denúncia contra Temer; oposição fala em \
Foto : Will Shutter/Agência Câmara

Por Matheus Simoni no dia 17 de Outubro de 2017 ⋅ 19:11

Os deputados da oposição ao presidente Michel Temer presentes na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania da Câmara dos Deputados, fizeram críticas à estratégia adotada pelo governo de esvaziar o colegiado para fazer com que os debates não ocorram. Nesta terça-feira (17), mais uma fase de discussões teve início, em nova rodada de avaliações sobre o relatório do deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG), que é a favor de Temer.

Dona da maioria dos parlamentares presentes na comissão, a base governista faz o possível para que o relatório seja votado logo. Ao fim da tarde do primeiro dia de discussão apenas 16 deputados do governo se inscreveram para falar contra 42 parlamentares de oposição. Para o deputado Federal, Chico Alencar (PSOL-RJ), a atitude da base governista de esvaziar a CCJ e similar a uma política rasteira.

\"É a tática do silêncio, é a tática do quem cala consente, de quem não tem argumento para travar o bom debate, de quem não quer se desgastar também. O partido indica o membro da comissão, mas se ele não votar fielmente com o governo, ele é defenestrado, ele é trocado. Quer dizer: isso não é política. Isso é politicagem\", disse o parlamentar.

Notícias relacionadas