Política

Lula diz que Aécio ʹplantou ódio e está colhendo tempestadeʹ

O ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta quarta-feira (18), em entrevista nesta manhã para a Rádio Super Notícia, de Belo Horizonte, que o senador Aécio Neves (PSDB-MG) teria ʹvendido ódioʹ nos últimos anos e que, por isso, "plantou ódio e está colhendo tempestade". [Leia mais...]

[Lula diz que Aécio ʹplantou ódio e está colhendo tempestadeʹ]
Foto : Paulo Pinto/Agência PT

Por Matheus Simoni no dia 18 de Outubro de 2017 ⋅ 16:45

O ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta quarta-feira (18), em entrevista nesta manhã para a Rádio Super Notícia, de Belo Horizonte, que o senador Aécio Neves (PSDB-MG) teria ʹvendido ódioʹ nos últimos anos e que, por isso, "plantou ódio e está colhendo tempestade". O petista comentou a decisão do Senado na noite de terça-feira (17) quando o plenário decidiu devolver o mandato ao tucano. Ele estava afastado após medida imposta pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Lula disse que nas campanhas presidenciais que disputou e perdeu (em 1989, 1994 e 1998) não vendeu "ódio como o Aécio (Neves) vendeu quando perdeu para a Dilma (Rousseff, em 2014)". "Vendi paz e amor", ironizou. "Me dão tiro de canhão todo dia e estou vivo. Deram um tiro de garrucha no Aécio e ele não aguentou", disse o ex-presidente.

Réu em seis ações penais na Operação Lava-Jato, Lula acusou o Ministério Público Federal (MPF) e a Polícia Federal (PF) de mentirem a seu respeito. "A Polícia Federal e o Ministério Público da Lava Jato mentiram. Eles que têm que se explicar e pedir desculpas agora por destruir a indústria”, declarou.

Notícias relacionadas