Política

Neto nega pirraça a Rui com Centro de Convenções, mas diz que Estado não tinha "projeto concreto"

O prefeito ACM Neto (DEM) esteve na Rádio Metrópole, na manhã desta sexta-feira (27), e conversou com Mário Kertész sobre o projeto do Centro de Convenções, no bairro da Boca do Rio, em Salvador. O democrata negou que tenha tomado a decisão para "pirraçar" o governador Rui Costa (PT), mas atribuiu a iniciativa da Prefeitura a falta de celeridade do Estado. [Leia mais...]

[Neto nega pirraça a Rui com Centro de Convenções, mas diz que Estado não tinha
Foto : Tácio Moreira/Metropress

Por Gabriel Nascimento e Matheus Morais no dia 27 de Outubro de 2017 ⋅ 08:14

O prefeito ACM Neto (DEM) esteve na Rádio Metrópole, na manhã desta sexta-feira (27), e conversou com Mário Kertész sobre o projeto do Centro de Convenções, no bairro da Boca do Rio, em Salvador. O democrata negou que tenha tomado a decisão para "pirraçar" o governador Rui Costa (PT), mas atribuiu a iniciativa da Prefeitura a falta de celeridade do Estado. "Eu ví até muita polêmica sobre isso nas redes sociais de gente que não sabe. Um dia o Centro de Convenções ia ser no Comércio, depois no Parque de Exposições, mas não se tinha um projeto concreto. Não entrei para pirraçar fulano ou beltrano. De jeito nenhum", disse.

"Quando o Centro de Convenções [do Stiep] desabou, faltava uma semana para a eleição do ano passado. Muita gente da minha equipe chegou a dizer para eu fazer naquela época e eu poderia ter explorado politicamente isso e não fiz", acrescentou.

Ainda segundo o prefeito, o projeto dos arquitetos André Sá e Chico Mota foi aprovado depois de muita conversa com o Trade Turístico e especialistas. "Ouvi opiniões de técnicos e pessoas do Trade, fui conversar com gente de fora de Salvador. As perguntas sobre salitre são uma bobagem. Todo o material do Centro de Convenções será feito com material que resiste a salinidade", concluiu.

Leia também:

Centro de Convenções de Salvador vai custar R$ 93 milhões, diz ACM Neto

Notícias relacionadas