Política

Rui comenta matéria do Jornal Nacional que destacou gestão da Bahia: "Orgulho"

O Jornal Nacional, principal telejornal da TV Globo, destacou, no última quarta (1º), as administrações mais qualificadas do ponto de vista do limite de gastos com pessoal — que, se estourado, prejudica o pagamento do funcionalismo público e o investimento. Entre os nove estados elogiados — referidos com "sinal verde" — está a Bahia. Em entrevista a Mário Kertész, nesta segunda (6), o governador Rui Costa (PT) falou da satisfação que sentiu com a reportagem.

[Rui comenta matéria do Jornal Nacional que destacou gestão da Bahia:
Foto : Tácio Moreira/Metropress

Por Felipe Paranhos no dia 06 de Novembro de 2017 ⋅ 08:32

O Jornal Nacional, principal telejornal da TV Globo, destacou, no última quarta (1º), as administrações mais qualificadas do ponto de vista do limite de gastos com pessoal — que, se estourado, prejudica o pagamento do funcionalismo público e o investimento. Entre os nove estados elogiados — referidos com "sinal verde" — está a Bahia. Em entrevista a Mário Kertész, nesta segunda (6), o governador Rui Costa (PT) falou da satisfação que sentiu com a reportagem.

"Tenho certeza de que cada baiano e baiana hoje tem orgulho da Bahia. Dos 27 estados brasileiros, a Bahia é o 20º em arrecadação per capita. Apesar da arrecadação baixa, a Bahia tem se destacado organizando suas finanças. A grande maioria dos estados brasileiros não deve fechar o ano bem. Sequer paga 13º e funcionalismo em dia. Além disso, a Bahia ainda está entre os três estados brasileiros que mais fizeram investimentos em 2015, 2016 e também será em 2017. Isso requer esforço, requer botar a mão na massa, requer qualificar o gasto público. A medida certa é qualificar o gasto público. Até aqui, a gente tem conseguido fazer, e o povo também sente orgulho da Bahia se destacando", declarou à Metrópole.

Segundo a reportagem do Jornal Nacional, há 14 estados, além do Distrito Federal, no "sinal amarelo". Rio Grande do Norte, Tocantins e Rio de Janeiro são os estados que mais estouraram o limite de gastos, recebendo o status de "sinal vermelho".

Notícias relacionadas