Política

Governo concorda em mudar três pontos na reforma da Previdência, mas mantém idade mínima

A proposta mínima para a reforma da Previdência que foi acordada nesta quarta-feira (8), em reunião no Palácio do Planalto, prevê três alterações em relação à original. De acordo com o jornal Estadão, uma fonte teria afirmado que a previsão é que os artigos que dificultam o acesso ao Benefício de Prestação Continuada (BPC) e à aposentadoria rural sejam retirados. [Leia mais...]

[Governo concorda em mudar três pontos na reforma da Previdência, mas mantém idade mínima]
Foto : Marcos Corrêa/PR

Por Laura Lorenzo no dia 08 de Novembro de 2017 ⋅ 16:31

A proposta mínima para a reforma da Previdência que foi acordada nesta quarta-feira (8), em reunião no Palácio do Planalto, prevê três alterações em relação à original. De acordo com o jornal Estadão, uma fonte teria afirmado que a previsão é que os artigos que dificultam o acesso ao Benefício de Prestação Continuada (BPC) e à aposentadoria rural serão retirados.

Também ficou decidido, na reunião, que o tempo mínimo de contribuição para uma pessoa poder se aposentar continuará em 15 anos, em vez dos 25 anos originalmente propostos. A idade mínima – de 65 anos para homens e 62 para mulheres –, ponto central para a reforma, não foi alterada.

Essas questões foram acordadas durante encontro entre o presidente Michel Temer, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia. Os pontos deverão ser apresentados na forma de emenda aglutinativa global, que na prática substituirá o texto da proposta original.

O texto adaptado deve ser apresentado às 19h no Planalto, pelo relator da matéria, deputado Arthur Maia (PPS-BA).

Notícias relacionadas