Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Política

Governo aceita base menor desde que mais ativa na defesa de Temer

O Palácio do Planalto resolveu mudar a relação com os aliados, após o enfraquecimento político do presidente Michel Temer. [Leia mais...]

[Governo aceita base menor desde que mais ativa na defesa de Temer]
Foto : José Cruz/Agência Brasil

Por Matheus Morais no dia 13 de Março de 2018 ⋅ 08:20

O Palácio do Planalto resolveu mudar a relação com os aliados, após o enfraquecimento político do presidente Michel Temer. Agora, segundo o blog do jornalista Gerson Camarotti, no portal G1, o governo admite uma base menor, desde que mais ativa na defesa do emedebista e mais fiel.

Há ainda uma grande preocupação com a agenda negativa do governo: as quebras do sigilo bancário de Temer pelo Supremo e telefônicos de aliados; além do fato de o presidente ter sido incluído no inquérito da Odebrecht na Lava Jato.

De acordo com a publicação, o governo vai concentrar emendas, cargos e até mesmo a reforma ministerial para o grupo que se mostrar mais leal ao presidente.

Notícias relacionadas

[Se Deus quiser vou continuar meu mandato, diz Bolsonaro]
Política

Se Deus quiser vou continuar meu mandato, diz Bolsonaro

Por Juliana Rodrigues no dia 21 de Janeiro de 2021 ⋅ 10:05 em Política

Em conversa com apoiadores, presidente ainda responsabilizou governo do Amazonas e prefeitura de Manaus pelo caos na saúde da capital: "Todo mundo me culpa. Tudo sou eu"