Política

ʹNão vou brigar com PT, vou olhar para o futuroʹ, diz Alckmin

Alckmin tem até 7 de abril para deixar o governo paulista. Ele é alvo de um pedido de inquérito no Superior Tribunal de Justiça a partir da delação da Odebrecht. [Leia mais...]

[ ʹNão vou brigar com PT, vou olhar para o futuroʹ, diz Alckmin ]
Foto : GOVESP

Por Alexandre Galvão no dia 19 de Março de 2018 ⋅ 09:40

Pré-candidato do PSDB à Presidência da República, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin não quer polarizar a eleição, de acordo com a Folha. "Deixo de lado os pesadelos do passado. Não vou ficar brigando por coisa de PT, não sei o quê, mas vou olhar para o futuro", disse.

Para o tucano, "o povo está meio cansado dessa brigalhada política". "A população quer que o país tenha emprego, melhor renda, jovem tenha oportunidade, o país encontre sua vocação de uma grande nação, oportunidade, renda, diminuir a pobreza, diminuir desigualdade. Gostei muito da entrevista do Persio [Arida em O Estado de S. Paulo, coordenador econômico de sua campanha] quando ele aborda que, sem crescimento, não tem solução. Tem que reduzir desigualdade. As reformas têm esse sentido", afirmou.

Alckmin tem até 7 de abril para deixar o governo paulista. Ele é alvo de um pedido de inquérito no Superior Tribunal de Justiça a partir da delação da Odebrecht.

Notícias relacionadas

[Evo Morales aceita asilo oferecido pelo México]
Política

Evo Morales aceita asilo oferecido pelo México

Por Metro1 no dia 11 de Novembro de 2019 ⋅ 19:29 em Política

O chanceler mexicano Marcelo Ebrard informou que o asilo foi concedido porque "sua vida e integridade correm riscos"