Política

Delegado que investiga políticos em inquéritos no Supremo pede para deixar o cargo

De acordo com o G1, ele anunciou que deixaria o grupo após mudanças na organização interna da nova gestão da PF. [Leia mais...]

[Delegado que investiga políticos em inquéritos no Supremo pede para deixar o cargo]
Foto : Divulgação/Polícia Federal

Por Clara Rellstab no dia 22 de Março de 2018 ⋅ 15:40

O delegado da Polícia Federal (PF), Josélio Azevedo, pediu hoje para sair do Grupo de Inquéritos do Supremo Tribunal Federal.

O Ginq é responsável pelas investigações que envolvem políticos e foi criado a partir da Operação Lava Jato.

De acordo com o G1, ele anunciou que deixaria o grupo após mudanças na organização interna da nova gestão da PF.

Josélio também comunicou a saída da liderança da Coordenação de Combate à Corrupção e ao Crime Organizado, que também vai passar por mudanças na estrutura.

Notícias relacionadas