Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Política

‘Adiamento de fechamento da Fafen pode ser ato eleitoreiro’, acusa Lídice

“Não podemos pensar num Brasil que seja o celeiro do mundo – como disse o presidente Temer – sem fertilizante hidrogenado produzido aqui. Precisamos incorporar o Ministério da Agricultura nesse debate”, completou. [Leia mais...]

[‘Adiamento de fechamento da Fafen pode ser ato eleitoreiro’, acusa Lídice]
Foto : Divulgação

Por Alexandre Galvão no dia 28 de Março de 2018 ⋅ 07:00

A senadora Lídice da Mata (PSB-BA) comemorou a suspensão, pelo prazo de 120 dias, da hibernação das fábricas de fertilizantes na Bahia e em Sergipe, anunciada ontem (27), pela Petrobras. Apesar disso, a parlamentar baiana alertou que a medida não pode ser apenas pensada como uma solução para atender a aliados do presidente Michel Temer no período pré-eleitoral.

Para a senadora, a natureza do problema exige uma negociação para uma resolução definitiva, pois, somente na Bahia, 700 empregos diretos estão ligados à unidade.

“Não podemos pensar num Brasil que seja o celeiro do mundo – como disse o presidente Temer – sem fertilizante hidrogenado produzido aqui. Precisamos incorporar o Ministério da Agricultura nesse debate”, completou.

Notícias relacionadas