Sábado, 18 de setembro de 2021

Política

Cármen Lúcia diz que havia autorizado aumento de seguranças para Fachin

A presidente do STF, Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, afirmou por meio de nota enviada à imprensa, que autorizou o aumento do número de seguranças para escolta permanente do ministro Edson Fachin. [Leia mais...]

Cármen Lúcia diz que havia autorizado aumento de seguranças para Fachin

Foto: José Cruz/Agência Brasil

Por: Matheus Morais no dia 28 de março de 2018 às 10:00

A presidente Supremo Tribunal Federal, Cármen Lúcia, afirmou por meio de nota enviada à imprensa que autorizou o aumento do número de seguranças para escolta permanente do ministro Edson Fachin.

Em entrevista ao jornalista Roberto DʹAvila, Fachin disse que a família dele tem recebido ameaças. O ministro não especificou de quem ou de onde vêm as ameaças, nem as relacionou a nenhum fato concreto.

Na nota, Cármen Lúcia afirma que já havia adotado providências mesmo antes de a entrevista ter sido divulgada. Além do aumento na escolta permanente de Fachin, a presidente do STF afirmou que também autorizou que os seguranças do ministro em Curitiba pudessem ser deslocados para acompanhar familiares por ele indicados.

Outra providência, segundo a ministra, também foram deslocadas para Curitiba duas delegadas da Polícia Federal "especializadas em segurança para todos os casos de magistrados ameaçados no país".

Cármen Lúcia diz que havia autorizado aumento de seguranças para Fachin - Metro 1