Política

PF desautoriza delegado que pede prisão para ʹTemer, Alckmin, Aécio etcʹ

A Polícia Federal desautorizou o delegado Milton Fornazari Jr, da própria instituição pública, que, através de sua página no Facebook, defendeu a prisão de outros políticos do país. [Leia mais...]

[PF desautoriza delegado que pede prisão para ʹTemer, Alckmin, Aécio etcʹ]
Foto : Divulgação

Por Luiza Leão no dia 09 de Abril de 2018 ⋅ 15:51

A Polícia Federal desautorizou o delegado Milton Fornazari Jr, da própria instituição pública, que, pelo Facebook, defendeu a prisão de outros políticos do país.

"Agora é hora de serem investigados, processados e presos os outros líderes de viés ideológico diverso, que se beneficiaram dos mesmos esquemas ilícitos que sempre existiram no Brasil (Temer, Alckmin, Aécio etc)", escreveu o agente no sábado (7), após a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Hoje (9), por meio de nota, a direção da PF divulgou que "as declarações proferidas são de cunho exclusivamente pessoal e contrariam o normativo interno referente a manifestações em nome da instituição".

Fornazari trabalha na presidência de inquéritos sensíveis sobre corrupção e crimes financeiros da Delegacia de Combate à Corrupção e Crimes Financeiros em São Paulo (Delecor).

"Lula preso. Objetivamente recebeu bens, valores, favores e doações para seu partido indevidamente por empresas que se beneficiaram da corrupção em seu governo", postou, logo após Lula decolar para Curitiba.

Notícias relacionadas

[Doria diz que Bolsonaro precisa trabalhar mais e tuitar menos]
Política

Doria diz que Bolsonaro precisa trabalhar mais e tuitar menos

Por Juliana Rodrigues no dia 20 de Setembro de 2019 ⋅ 10:40 em Política

Nova provocação entre os potenciais adversários nas eleições presidenciais de 2022 acontece em meio ao anúncio de investimentos da montadora Toyota em São Paulo