Política

Azeredo dá última cartada para tentar evitar prisão

A prisão foi autorizada pelo TJ, mas somente após esgotados os recursos na própria corte. Contra a condenação por 2 votos a 1, a defesa já usou os chamados embargos de declaração, negados em novembro. [Leia mais...]

[Azeredo dá última cartada para tentar evitar prisão ]
Foto : Divulgação / PSDB

Por Alexandre Galvão no dia 13 de Abril de 2018 ⋅ 06:17

Condenado em segunda instância, o ex-governador de Minas Gerais, Eduardo Azeredo (PSDB), deu a última cartada para se livrar da prisão.

De acordo com a Folha, o Ministério Público concordou com o argumento da defesa do tucano e recomendou ao Tribunal de Justiça a redução da pena por peculato (desvio de dinheiro). A diminuição seria em torno de dois a três anos.

A prisão foi autorizada pelo TJ, mas somente após esgotados os recursos na própria Corte. Contra a condenação por 2 votos a 1, a defesa já usou os chamados embargos de declaração, negados em novembro.

Agora, cinco desembargadores analisarão os embargos infringentes, que podem levar à reavaliação da sentença e ocorrem quando há voto divergente.

Em parecer sobre o recurso, o MP defende que a pena seja revista devido a uma mudança na acusação contra o ex-governador.

Notícias relacionadas

[Bruno Reis volta a elogiar Prates e nega conflitos]
Política

Bruno Reis volta a elogiar Prates e nega conflitos

Por João Brandão e Juliana Rodrigues no dia 11 de Dezembro de 2019 ⋅ 15:52 em Política

Vice-prefeito ironizou a possibilidade de Prates passar a integrar a base do governador Rui Costa (PT): "Só rindo, né?"