Quarta-feira, 28 de julho de 2021

Política

Deputado do PT tenta ver Lula como advogado, mas é barrado

O pedido foi negado pela juíza federal Carolina Moura Lebbos, da 12.ª Vara Federal, em Curitiba, negou o pedido em despacho do dia 23. [Leia mais...]

Deputado do PT tenta ver Lula como advogado, mas é barrado

Foto: Gustavo Bezerra / PT

Por: Alexandre Galvão no dia 27 de abril de 2018 às 13:10

O deputado federal Wadih Damous (PT-RJ) tentou acesso a Luiz Inácio Lula da Silva na “sala de Estado-Maior”, na sede da Polícia Federal em Curitiba, onde o ex-presidente está preso e condenado pela Operação Lava Jato desde o dia 7, como advogado do petista.

O pedido foi negado pela juíza federal Carolina Moura Lebbos, da 12ª Vara Federal, em Curitiba, em despacho do dia 23. O Ministério Público Federal, de acordo com o Estadão, foi contra a atuação de Damous como advogado, pedida no dia 18.

“O pedido deve ser indeferido. Os parlamentares estão impedidos de advogar em causas que envolvam a Administração Púbica direta e indireta, bem como concessionárias ou permissionárias de serviço público, nos termos do art. 30, II, da Lei nº 8.906/1994”, alegou o procurador regional da República Januário Paludo, da força-tarefa da Lava Jato.

O parecer do MPF destacou que “o desempenho de mandato eletivo do Poder Legislativo impede o exercício da advocacia contra ou a favor das pessoas de direito público, independentemente da esfera a que pertença o parlamentar (art. 30 da Lei nº 8.906/94)”.

Deputado do PT tenta ver Lula como advogado, mas é barrado - Metro 1