Política

Justiça remarca audiência de concilição entre Neto e Isidório

O democrata processou o parlamentar após ser acusado de perseguição.

[Justiça remarca audiência de concilição entre Neto e Isidório]
Foto : Divulgação

Por Alexandre Galvão no dia 07 de Maio de 2018 ⋅ 07:20

O Tribunal Regional Eleitoral remarcou para o dia 23 deste mês, às 3h da tarde, a audiência de conciliação entre o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), e o deputado estadual Pastor Sargento Isidório (Avante). O encontro entre os dois estava marcado para hoje (7), às 3h da tarde.

No entanto, segundo o TRE-BA, "diante da exiguidade do prazo para as devidas intimações", o prazo foi estendido. O democrata processou o parlamentar após ser acusado de perseguição.

“Ele quer que eu o chame de monarca, de sua majestade. Ele processa por tudo, ele me chamou de palhaço, de doido, disse que o avô [Antonio Carlos Magalhães] dele ia me jogar na cova dos leões. Isso foi ameaça de morte. Eu não processei e não vou processá-lo. Quem tem diálogo, não precisa de Judiciário. Salvador não vai voltar a ser porão da ditadura. Talvez ele queira que eu o chame de faraó. Quem chama ele de tirano, que chame de monarca”, provocou Isidório, à época da eleição de 2016.

Como resposta, Neto criticou a forma de fazer política do deputado estadual: “Não leva a vida pública a sério e precisa conhecer os limites da lei para quem não tem nenhuma responsabilidade com nada. Por isso será novamente processado por mim para que responda na Justiça pelos seus atos irresponsáveis. A minha vida pública sempre foi pautada pela seriedade e correção”.

Notícias relacionadas

[Doria diz que Bolsonaro precisa trabalhar mais e tuitar menos]
Política

Doria diz que Bolsonaro precisa trabalhar mais e tuitar menos

Por Juliana Rodrigues no dia 20 de Setembro de 2019 ⋅ 10:40 em Política

Nova provocação entre os potenciais adversários nas eleições presidenciais de 2022 acontece em meio ao anúncio de investimentos da montadora Toyota em São Paulo