Política

Supremo torna Geddel e Lúcio Vieira Lima réus no escândalo das malas

Votaram, por unanimidade, para receber a denúncia e tornar os irmãos réus os ministros Edson Fachin, Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes e Celso de Mello

[Supremo torna Geddel e Lúcio Vieira Lima réus no escândalo das malas]
Foto : Divulgação/PF

Por Metro1 no dia 08 de Maio de 2018 ⋅ 18:12

Os ministros da Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) votaram a favor do recebimento da denúncia contra o ex-ministro Geddel Vieira Lima e o irmão, o deputado federal Lúcio Vieira Lima, na tarde de hoje (8), no caso dos R$ 51 milhões. O dinheiro foi encontrado em um apartamento em Salvador supostamente ligado aos emedebistas baianos. 

Votaram, por unanimidade, para receber a denúncia e tornar os irmãos réus os ministros Edson Fachin, Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes e Celso de Mello.

Além de Geddel e Lúcio, também se tornaram réus por lavagem de dinheiro e associação criminosa a mãe deles Marluce Vieira Lima; o ex-assessor Job Ribeiro e o sócio da empresa Cosbat, Luiz Fernando Costa Filho. 

A ação penal por lavagem de dinheiro contra Gustavo Ferraz, ex-diretor da Defesa Civil de Salvador, foi rejeitada. 

Notícias relacionadas

[Doria diz que Bolsonaro precisa trabalhar mais e tuitar menos]
Política

Doria diz que Bolsonaro precisa trabalhar mais e tuitar menos

Por Juliana Rodrigues no dia 20 de Setembro de 2019 ⋅ 10:40 em Política

Nova provocação entre os potenciais adversários nas eleições presidenciais de 2022 acontece em meio ao anúncio de investimentos da montadora Toyota em São Paulo