Política

Secretário rebate post de Caetano sobre o BRT: 'Tem muitas inverdades, com todo o respeito'

Após post de Caetano sobre BRT, secretário de ACM Neto acusou o artista de emitir 'inverdades'

[Secretário rebate post de Caetano sobre o BRT: 'Tem muitas inverdades, com todo o respeito']
Foto : Tácio Moreira/ Metropress

Por Luiza Leão no dia 09 de Maio de 2018 ⋅ 19:00

O secretário municipal de Desenvolvimento e Urbanismo, Sérgio Guanabara, rebateu a postagem de Caetano Veloso sobre o projeto do BRT de Salvador e acusou o artista de desconhecer a intervenção.

"Tem muitas inverdades ali [na postagem]. Com todo o respeito que Caetano Veloso merece, acho que ele deveria procurar conhecer o projeto, buscar as informações, se certificar, de fato, sobre o que o estudo de impacto diz, o que a licença ambiental diz, para poder emitir um post", criticou Guanabara, em entrevista à Rádio Metrópole

Para desbancar o discurso do músico, o titular da Sedur afirmou que a obra do BRT, que já teve início devido às licenças para a execução e ambiental, prevê a modalidade de compensação. 

"Isso vai ser feito. De forma bem objetiva: são 154 espécies vegetais, não necessariamente árvores que serão suprimidas; 169 que serão transplantadas, ou seja, que não deixarão de existir, e nove árvores, que já estão mortas, vão ser objeto de supressão também. Se porventura morrer haverá substituição. Naquele trecho tem mais de 400 árvores, então, o impacto da supressão é relativamente pequeno", argumentou. 

Há dois dias, o cantor e compositor baiano criticou a intervenção idealizada pela gestão do prefeito ACM Neto (DEM). "Não permitiremos que você condene a morte uma grande quantidade de árvores centenárias em nome de um projeto insustentável. A ampliação da mobilidade urbana não pode destruir a natureza", clamou Veloso, por meio de postagem no Instagram.  

ASSISTA AQUI A ENTREVISTA :

Notícias relacionadas

[Doria diz que Bolsonaro precisa trabalhar mais e tuitar menos]
Política

Doria diz que Bolsonaro precisa trabalhar mais e tuitar menos

Por Juliana Rodrigues no dia 20 de Setembro de 2019 ⋅ 10:40 em Política

Nova provocação entre os potenciais adversários nas eleições presidenciais de 2022 acontece em meio ao anúncio de investimentos da montadora Toyota em São Paulo