Política

TCU não deve aceitar redução de multa da Odebrecht, diz coluna

Órgão teve negado acesso a documentos elaborados pela equipe técnica da CGU e queria barrar as conversas

[TCU não deve aceitar redução de multa da Odebrecht, diz coluna]
Foto : Cicero Rodrigues/ World Economic Forum

Por Metro1 no dia 23 de Maio de 2018 ⋅ 13:20

As negociações da Odebrecht com a Controladoria Geral e a Advocacia Geral da União para um acordo de leniência, o maior da história, quase foram interrompidas há alguns dias por uma cautelar do Tribunal de Contas da União.

De acordo com a Folha de S. Paulo, o órgão teve negado o acesso a documentos elaborados pela equipe técnica da CGU e queria barrar as conversas.

O impasse foi contornado depois que o ministro Bruno Dantas, do TCU e relator do caso, se reuniu com os ministros Wagner Rosário, da CGU, e Grace Mendonça, da AGU.

A tensão, no entanto, segue: o TCU deve rejeitar acerto da CGU com a empreiteira que baixa a multa da leniência de quase R$ 4 bilhões, acertados com o MPF (Ministério Público Federal), para R$ 2,6 bilhões.

Auditores do tribunal acreditam que dificilmente um valor menor do que o anterior passará pelo crivo dos ministros do órgão.

Notícias relacionadas