Faça parte do canal da Metropole no WhatsApp >>

Quarta-feira, 10 de julho de 2024

Home

/

Notícias

/

Política

/

Secretário revela censo de ambulantes na Avenida Sete para ‘requalificação ocupacional’

Política

Secretário revela censo de ambulantes na Avenida Sete para ‘requalificação ocupacional’

“Vamos reassentar esses ambulantes com novo padrão de uniformização e equipamento”, promete Cláudio Tinoco

Secretário revela censo de ambulantes na Avenida Sete para ‘requalificação ocupacional’

Foto: Tácio Moreira/Metropress

Por: Rodrigo Daniel Silva/Gabriel Nascimento no dia 01 de outubro de 2018 às 11:40

O secretário municipal de Cultura e Turismo, Cláudio Tinoco, afirmou, em entrevista à Rádio Metrópole, que, além da reforma urbana, a prefeitura quer fazer uma “requalificação ocupacional” na região da Avenida Sete.

“A gente vai requalificar esses espaços. A requalificação física está relacionada à ocupacional. Vamos fazer um censo de todos ambulantes formais e informais. Vamos reassentar esses ambulantes com novo padrão de uniformização e equipamento”, afirmou.

De acordo com ele, foi montado um “escritório social” na Rua Chile para ter “contato permanente” com os moradores, frequentadores e comerciantes da região. “Vamos ter interferências grandes no tráfego. Todo o cuidado para manter, na intervenção, acesso às lojas. Vai ser sempre de um lado para não interromper o transporte. A gente vai precisar se comunicar bem com a população e entender”, disse.

Tinoco ressaltou que parklets vão ser construído para se tornarem espaços de convivência e estacionamento. O titular da Secult disse que a reforma quer destacar “aspectos históricos” da Avenida Sete.

"É transformar isso em grande atrativo. Vai ser retirada toda a pavimentação e feita macrodrenagem, desde a Casa de Itália até a Castro Alves. Serão quatro fases. […] Vamos implantar valas técnicas para baixar toda fiação e uma das coisas mais significantes é o alargamento das calçadas, sobretudo, na margem esquerda. Temos que preservar duas faixas de veículos pelo menos e vamos implantar uma série de novos equipamentos de convivência e a repaginação de toda a pavimentação de pedra portuguesa”, pontuou.