Política

STF avisa à PF que Coronel Lima não pode deixar o país

Lima e outros três são investigados por corrupção passiva e ativa, lavagem de dinheiro e organização criminosa

[STF avisa à PF que Coronel Lima não pode deixar o país]
Foto : Reprodução/TV Globo

Por Marina Hortélio no dia 17 de Outubro de 2018 ⋅ 17:00

O diretor-geral da Polícia Federal, Rogério Galloro, foi avisado hoje (17) por ofício enviado pela secretaria Judiciária Patrícia Pereira de Moura Martins, do Supremo Tribunal Federal, que o coronel reformado da Polícia Militar João Baptista Lima Filho, o coronel Lima e a esposa Maria Rita Fratezi e outros dois indiciados não podem deixar o país.

Os quatro são investigados por corrupção passiva e ativa, lavagem de dinheiro e organização criminosa. 

Ontem (16), a PF entregou ao ministro Luís Roberto Barroso, relator do caso, a conclusão das investigações do caso que apura "se houve favorecimento a empresas concessionárias e recebimento de vantagens indevidas por autoridades públicas na edição do Decreto dos Portos".

A PF também pediu a Barroso o bloqueio de bens de todos os indiciados no caso, inclusive do presidente Michel Temer, e a prisão preventiva de quatro deles: do coronel Lima e da mulher, além de Carlos Alberto Costa e Almir Martins Ferreira.

Barroso deve esperar um parecer da Procuradoria-Geral da República para decidir sobre os pedidos.

Notícias relacionadas